Ecoando o amor além fronteiras

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

12 MAI 2017
12 de Maio de 2017

“Jesus [...] quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração.  A quem a abraçar, prometo a salvação; e serão queridas de Deus estas almas, como flores postas por Mim a adornar o seu trono”.
    Esse é um pedido de Nossa Senhora em Fátima, no ano de 1917, na sua segunda aparição aos pastorinhos. Se pararmos para meditar essas palavras que saíram do Coração Imaculado de Maria, a Mãe de Jesus, a segunda pessoa da Santíssima Trindade, poderemos compreender como é importante e eficaz para nossa alma, para nossa salvação, sermos devotos daquela que Nosso Senhor escolheu para ser Nossa Mãe.
     Cristo quando sofria no alto da Cruz por nós, nos deu a Ela e deu Ela a nós, como diz na Palavra: 
"Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a tomou para si." (Jo 19,26-27) 
    Unindo-nos a Mãe do Salvador e tomando-a por nossa Mãe, como fez o discípulo amado, receberemos d´Ela as graças necessárias para vivermos a vontade de Deus como Ela fez perfeitamente durante toda a sua vida. Ela que é a "cheia de graça", como o anjo Gabriel anuncia. (Lc 1, 28) Ou seja, "cumulada da graça de Deus", quer dizer, Ela foi preservada do pecado original para ser a Mãe de Deus. Como nos ensina o Catecismo da Igreja Católica: Cristo o "«novo Adão» que, pela sua «obediência até à morte de cruz» (Fl 2, repara super abundantemente a desobediência de Adão. Por outro lado, muitos santos Padres e Doutores da Igreja veem na mulher, anunciada no proto-Evangelho, a Mãe de Cristo, Maria, como «nova Eva». Ela foi a primeira a beneficiar, dum modo único, da vitória sobre o pecado alcançada por Cristo: foi preservada de toda a mancha do pecado original  e, durante toda a sua vida terrena, por uma graça especial de Deus, não cometeu qualquer espécie de pecado.
        

Eis aí o motivo de conseguirmos mais depressa chegar ao coração de Deus por meio dessa sublime devoção que deve ser interior e exterior, ou seja amar e imitar Maria, rezar com Nossa Senhora.
     Maria não é o nosso fim último, o nosso fim é Jesus, mas por meio d´Ela chegaremos até o seu Filho. Como nos ensina São Luís Maria de Monfort: 

“Foi pela Santíssima Virgem Maria que Jesus Cristo veio ao mundo e é também por Ela que Ele deve reinar no mundo” 

 “No céu, Maria impera os anjos e os bem-aventurados. Como recompensa da sua profunda humildade (Lc 1,48), é vontade do Altíssimo, que exalta os humildes (Lc 1,52), que o Céu, a Terra, e os infernos obedeçam, livre ou forçadamente, às ordens de Maria”

“Se Jesus Cristo, cabeça dos homens e da Igreja, nasceu dela, todos os predestinados, membros dessa cabeça, também dela devem nascer, por uma consequência natural. A mesma mãe não pode dar à luz a cabeça ou o chefe sem os membros, nem os membros sem a cabeça”.
   

Nesse mês de maio, dedicado a Virgem Maria, em quantos lugares o nome de Nossa Senhora é invocado, quantas graças são alcançadas pelo Imaculado Coração de Maria no mundo inteiro.
    

Na minha família temos muitos testemunhos de graças, de milagres alcançados pela poderosa intercessão de Nossa Senhora, principalmente por meio das orações de minha mãe. 
Tenho uma irmã, de 15 anos, chama-se Sabrina, ela nasceu com uma doença nos olhos, Os seus dois olhos lacrimejavam uma secreção amarelada durante todo o dia e ao acordar tinha dificuldade para abri-los. Minha mãe a levou no médico ainda bebê e ele passou colírio para esse problema de saúde. Um olho ficou bom mas o outro não. Aos 3 anos e meio, minha mãe levou novamente ao médico e ele disse para suspender o remédio e que seria necessário uma cirurgia porque se não fizesse logo seria complicado quando ela ficasse maior, porém o médico não garantiu que minha irmã pudesse ficar curada mesmo com a cirurgia. Minha mãe ficou com medo de fazer a cirurgia. Era mês de maio e minha mãe recebeu uma oração de Nossa Senhora de Fátima que era para fazer durante 13 meses, em cada mês distribuindo uma imagem da Virgem. No primeiro mês que minha mãe fez a oração, em maio minha irmã recebeu a cura. Graças a Deus e a intercessão de Maria!

Maria é fruto do amor de Deus por nós...

Que Maria nos abençoe e nos conduza ao Seu Divino Filho, Nosso Senhor Jesus.

 Louvores a Maria, nossa Mãe!!! 

Brunna Louhanna

Voltar

Ecoando o amor, além fronteiras!

Diocese de Saitama - Japão