Ecoando o amor além fronteiras

Dia 4 de Julho - Quarta-feiraXIII SEMANA DO TEMPO COMUM* (Verde – Ofício do Dia)

04 JUL 2018
04 de Julho de 2018

Antífona de Entrada

Povos todos, aplaudi e aclamai a Deus com brados de alegria (Sl 46,2).

Oração do dia

Ó Deus, pela vossa graça, nos fizestes filhos da luz. Concedei que não sejamos envolvidos pelas trevas do erro, mas brilhe em nossas vidas a luz da vossa verdade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Leitura (Amós 5,14-15.21-24)

Leitura da profecia de Amós.
5 14 Buscai o bem e não o mal, e vivereis; e o Senhor Deus dos exércitos estará convosco, como o dizeis.
15 Detestai o mal, amai o bem, fazei reinar a justiça nas vossas assembléias; talvez então o Senhor, o Deus dos exércitos, tenha piedade do que resta de José!
21 “Aborreço vossas festas; elas me desgostam; não sinto gosto algum em vossos cultos;
22 quando me ofereceis holocaustos e ofertas, não encontro neles prazer algum, e não faço caso de vossos sacrifícios e animais cevados.
23 Longe de mim o ruído de vossos cânticos, não quero mais ouvir a música de vossas harpas;
24 mas, antes, que jorre a eqüidade como uma fonte e a justiça como torrente que não seca”.
Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial 49/50

A todos os que procedem retamente
eu mostrarei a salvação que vem de Deus.


“Escuta, ó meu povo, eu vou falar;
ouve, Israel, eu testemunho contra ti:
eu, o Senhor, somente eu, sou o teu Deus!

Eu não venho censurar teus sacrifícios,
pois sempre estão perante mim teus holocaustos;
não preciso dos novilhos de tua casa
nem dos carneiros que estão nos teus rebanhos.

Porque as feras da floresta me pertencem
e os animais que estão nos montes aos milhares.
Conheço os pássaros que voam pelos céus
e os seres vivos que se movem pelos campos.

Evangelho (Mateus 8,28-34)

Aleluia, aleluia, aleluia.
Deus nos gerou pela palavra da verdade como as primícias de suas criaturas (Tg 1,18).
 
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.
8 28 No outro lado do lago, na terra dos gadarenos, dois possessos de demônios saíram de um cemitério e vieram ao encontro de Jesus. Eram tão furiosos que pessoa alguma ousava passar por ali.
29 Eis que se puseram a gritar: “Que tens a ver conosco, Filho de Deus? Vieste aqui para nos atormentar antes do tempo?”
30 Havia, não longe dali, uma grande manada de porcos que pastava.
31 Os demônios imploraram a Jesus: “Se nos expulsas, envia-nos para aquela manada de porcos”.
32 “Ide”, disse-lhes. Eles saíram e entraram nos porcos. Nesse instante toda a manada se precipitou pelo declive escarpado para o lago, e morreu nas águas.
33 Os guardas fugiram e foram contar na cidade o que se tinha passado e o sucedido com os endemoninhados.
34 Então a população saiu ao encontro de Jesus. Quando o viu, suplicou-lhe que deixasse aquela região.
Palavra da Salvação.
Voltar

Ecoando o amor, além fronteiras!

Diocese de Saitama - Japão