Ecoando o amor além fronteiras

PAPA FRANCISCO RECONHECE VIRTUDES HEROICAS DE MADRE CLÉLIA MERLONI

28 JAN 2018
28 de Janeiro de 2018

A fundadora do IASCJ, Instituto do qual a USC faz parte, foi reconhecida como Venerável pelo Papa, etapa que corresponde ao reconhecimento de suas obras. O próximo passo será a comprovação do milagre, dentro do processo de beatificação da Madre.

No dia 21 de dezembro de 2016 o Papa Francisco reconheceu as virtudes heroicas da Serva de Deus Madre Clélia Merloni, fundadora do Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus (IASCJ), do qual a USC faz parte. O reconhecimento leva o nome de Decreto de Venerabilidade e é uma das etapas para a beatificação da religiosa, que corresponde ao “Positio”, processo que analisa toda a documentação do exercício heroico de suas virtudes (histórico e todo o trabalho realizado). Teve a direção de um relator da Congregação para as Causas dos Santos, onde os documentos são repassados. Aprovados, os documentos foram entregues ao Papa que autorizou o decreto.

Com o andamento do processo para a beatificação, após o Decreto de Venerabilidade, o reconhecimento do milagre é o próximo passo. Se aprovado o milagre pela junta médica e de bispos e cardeais, receberá a aprovação do Papa e Madre Clélia, em consistório ordinário público, será declarada beata. Após a beatificação, havendo outro milagre, Madre Clélia poderá ser declarada santa.

Madre Miriam Cunha Sobrinha, Superiora Geral do IASCJ, ressaltou em entrevista à Rádio Vaticano a alegria em receber a notícia do reconhecimento das virtudes heroicas de Madre Clélia, frisando a sua importância, também, para o Brasil. “Para nós Apóstolas foi realmente uma alegria imensa, e para nós brasileiras posso dizer mais ainda, porque o carisma da Madre inicialmente cresceu muito no Brasil, como a história dela conta. As primeiras irmãs que foram afastadas da Madre foram para o Brasil e ali o carisma de Madre Clélia cresceu com muita força”, disse. A Madre se refere a todo o trabalho que é realizado pelo Instituto no Brasil nas áreas da educação, saúde, assistência social e pastoral, obras que levam a missa de Madre Clélia.

Ainda dentro do legado deixado por Madre Clélia, a Superiora Geral também frisou a importância da USC e do trabalho com o jovem. “Nós também trabalhamos na Universidade, temos uma no Estado de São Paulo, na cidade de Bauru, onde trabalhamos com muita juventude. Isso nos dá muita possibilidade de poder fazer um trabalho de evangelização também com eles”, comentou em sua entrevista para o site.

Mais sobre Madre Clélia

Madre Clélia Merloni nasceu em 10 de março de 1861 em Forli, na Itália. Ainda jovem, sentiu-se atraída para a vida religiosa. Iluminada pela fé, revestida de coragem e determinação, respondeu ao chamado divino, concretizando seu ideal. Com a graça e a força do carisma recebido, funda o IASCJ no dia 30 de maio de 1894, em Viareggio, também na Itália.

Para as “Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus”, filhas de Madre Clélia, a vida de sacrifício e de oração, bem como a atividade apostólica têm seu centro no Coração de Cristo. Madre Clélia vive na vida e na missão das Apóstolas espalhadas pelo mundo. O IASCJ, com sede em Roma, está presente em 15 países realizando obras educacionais e sociais.

 

Voltar

Ecoando o amor, além fronteiras!

Diocese de Saitama - Japão